30/07/2017

Altum cogitationes - 6

Só pa sabê

  Cusca!   Eu?


se não pegunto é puque não ligo
se pegunto é isso aí

magoei


  

13/07/2017

Até amanhã





Sei agora como nasceu a alegria,
como nasce o vento entre barcos de papel,
como nasce a água ou o amor
quando a juventude não é uma lágrima.
É primeiro só um rumor de espuma
à roda do corpo que desperta,
sílaba espessa, beijo acumulado,
amanhecer de pássaros no sangue.
É subitamente um grito,
um grito apertado nos dentes,
galope de cavalos num horizonte
onde o mar é diurno e sem palavras.
Falei de tudo quanto amei.
De coisas que te dou
para que tu as ames comigo:
a juventude, o vento e as areias.

Eugénio de Andrade, in "Até Amanhã


11/07/2017

Altum cogitationes - 5


Hoje, é um daqueles dias em que 
metade de mim, é preguiça
a outra metade, responde quando acordar 

04/07/2017

Um coro de 65 mil vozes


A reacção de 65mil fãs
antes mesmo do espectáculo dos - GREEN DAY - iniciar
ao ouvirem o "Bhoemian Rhapsody" dos QUEEN

Lindo mesmo.

video




03/07/2017

Porque te amo?


não sei

Existe uma só razão para que se ame alguém?
Sim, ou não, quem sabe talvez, mas, se penso nisso,
sei que são muitas as razões que me fazem amar-te.

Amo-te porque sempre que me olhas sorris.
Amo-te porque me fazes sentir bem.
Amo-te quando me sufocas e mais ainda quando me libertas.
Amo-te porque enches a minha vida de mar e de sol, e me afadigas o corpo.
Amo-te porque sim, e porque não?
Amo-te por tudo e por nada.
Amo-te por tudo o que sei, e por tudo o que desconheço.

E principalmente
Amo-te porque não me prendes, e por isso, amo estar presa a ti.

Amo-te
Para quê encontrar razões?

:~)


*****
2017-07-03 
nn(in)metamorphosis



Nota:  Para resposta ao desafio da   Janita   "cartas de amor quem as não tem"