OUTRAS PUPAS

Outras pupas

02/04/2017

Em tons de azul



Um dia pousou 
na margem cinzenta, de um Inverno sem asas
Nesse instante jurou 
que só o azul a encandearia com seu olhar de pintor
E agora traz 
o céu, o mar, os amigos, os amores e as nuvens nas venezianas do tempo
lá dentro
onde há luz e sorvos de sol


 ***** 
2017-04-02 
nn(in)metamorphosis 



6 comentários:

  1. Respostas
    1. Eu sei afilhado. mas guardei algumas daquelas que parecem carneirinhos a pastar no azul celeste :-))

      Eliminar
  2. Temos poeta Non. Gosto de te ler assim :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Falo com eles Gajinha, falo com eles
      :-))

      Eliminar