OUTRAS PUPAS

Outras pupas

13/05/2010

Manta de Retalhos


Nasci …retalhinho de fino linho, num lar de amor criada
Com sedas, rendas e arminhos, minha vida foi ornada
Entre a cidade e o vale, a adolescência foi tecida
Cruzei o mar e vi… uma terra prometida
De terras vermelhas,  palmeiras  e mulembas
corpos morenos, noites quentes e muito, muito semba
Voltei cruzando os céus… de modo triste, perdida
Hoje sou uma manta, de retalhos, colorida
E, em cada um, sou EU, de várias cores e  tamanhos 
Há os de sonhos… perdidos, esquecidos, sonhados
Mas há tambem os reais… vividos, realizados
Lanço o olhar e descubro … naquele junto ao soalho
Nele, sou raio de sol, no outro, gota de orvalho
Naquele, jovem menina, lá além , sou sonhadora
Ali mesmo, despedida , mas aqui, sou trovadora
Olho outro, sou saudade, no seguinte, cor de papaia
Neste, sou oceano, naquele , areia da praia
Aqui, eu sou tristeza, mas ali, sou alegria
 Lá ao centro, eu sou música, e nas beiras, poesia
Tanto retalho… uma vida… do resto que há p’ra viver
Há aqueles, que não quis, e os que não quero esquecer
Mas em todos  sou amor!
E em alguns… gritos de prazer

**************** 
2010.05.12
nn-(in)-metamorphosis


3 comentários:

  1. Lindo manto de retalhos sem duvida.
    bastante viajada pelos vistos.
    abraço

    ResponderEliminar
  2. Uau Non, tão bonito manto, não conhecia esta tua faceta de poeta. Beijo grande

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Poeta eu? na nanim nanão, apenas juntei retalhos :)

      Beijo GM

      Eliminar